Caetanos: Moradora reclama de falta de atendimento no Centro de Saúde de Emergência e ainda denuncia que recepcionista estava fazendo unhas no local de trabalho


Foto: Reprodução

Uma falta de respeito com a população do município de Caetanos, Sudoeste Baiano, onde uma moradora entrou em contato com nossa reportagem para relatar o total descaso com a comunidade que precisam de atendimento médico no Hospital Municipal. De acordo com ela, sua sogra chegou ao pronto Socorro por volta das 11:30h e na recepção foi informada que a médica plantonista estava em reunião e logo após iria almoçar retornando as 14h. A paciente então, foi almoçar e retornou as 13:43 onde, de acordo com ela, foi muito mau recebida na recepção onde a recepcionista estava dando uma de manicure (fazendo unhas em local de trabalho) e disse que a médica só retornaria mais tarde. Após brigar pelo seu direito pela saúde, foi que a paciente passou por atendimento.

 

VEJA O RELATO DA PACIENTE EM SUA REDE SOCIAL;

 

“Venho aqui relata a minha indignação sobre o hospital de Caetanos.

Estive com minha sogra nesse hospital cheguei por volta das 11:30 da manhã com ela sentindo bastante dor fui informada que a médica estava em reunião e logo depois ela sairia pra almoçar e voltaria somente as 14:00 da tarde, eu questionei se antes de almoçar ela não poderia atender a minha sogra e o atendente do acolhimento, Vítor, disse que iria ver o que ele podia fazer (super educado), mais até então nada foi resolvido no momento, foi quando eu questionei como uma hospital pequeno, numa cidade pequena, uma medica faz 2 horas de almoço e não existe um socorrista ou um técnico pra ficar no lugar pelo menos pra fazer o primeiro atendimento? Questionei também que se chegasse uma pessoa morrendo como eles faria sendo que a medica estava em horário de almoço?  ninguém soube me responder! questionei também que como só tinha uma medica, o horário certo seria fazer a reunião no final do expediente porque ela tinha pacientes pra anteder. Resolvi levar minha sogra pra almoçar e quando voltei 13:45 fui informada pela recepcionista muito mal educada que a medica não tinha voltado do almoço, ela [recepcionista] estava na recepção fazendo a unha e escutando música alta no celular, Crianças correndo pelo corredor de um hospital isso e um absurdo.. Discuti, briguei, reclamei e só por isso eu consegui atendimento a minha sogra! Agora eu pergunto o povo da cidade já se acostumou com tudo isso ou tem medo de brigar e ter demora no atendimento?”, relator a paciente.

Informações de Van Nascimento