Operação Basura: Vice-prefeito de Mirante, Emerson Silva é um dos presos sob acusação de desvio de mais de R$ 21 milhões


Na foto, o vice prefeito Emerson aparece ao lado do prefeito Wagner.

O município de Mirante voltou ser palco de escândalos de corrupção no sudoeste baiano. Na manhã desta sexta-feira (19) foi preso o vice-prefeito do municipio, Emerson Silva Meira, dentro da Operação Basura. Encabeçada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual (MP-BA), a ação combate um esquema de desvio de recursos públicos no município de Encruzilhada, também no Sudoeste.  O grupo é acusado de superfaturamento em licitação e execução em contrato de serviços de compactação de resíduos sólidos. Também foram presos na ação o diretor de finanças da prefeitura de Encruzilhada, Matheus Martins; além dos empresários Paulo Lima da Silva, Raik Portugal Amaral e Ricardo Lucas Almeida Silva. Durante investigação, o Gaeco descobriu captação ilícita de R$ 21,5 milhões pelo esquema. Uma empresa de pequeno porte estava por trás da transação feita ao longo dos últimos sete anos. A companhia oferecia serviços de locação de máquinas e execução de obras de engenharia civil, com a prestação de mão-de-obra, a diversos municípios da região sudoeste do Estado da Bahia. Os pedidos de prisão foram autorizados pela Vara Única da Comarca de Encruzilhada. A nossa redação tentou contato com o atual prefeito do município de Mirante para falar sobre a prisão de seu vice-prefeito, mas até o fechamento desta matéria ele não se pronunciou sobre o caso.