Covid-19: Ministério da Saúde assegura 354 milhões de doses da vacina em 2021


Foto: Reprodução

Anúncio foi feito pelo ministro Eduardo Pazuello, em pronunciamento em rede nacional de rádio e TV. Do total de imunizantes, 254 milhões serão produzidos pela Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com a AstraZeneca, e 100 milhões de doses pelo Instituto Butantan, com a empresa Sinovac. Segundo o ministro, o governo também está em negociação com outros laboratórios, como Gamaleya, da Rússia; Janssen, Pfizer e Moderna, dos Estados Unidos; e Barat Biotech da Índia. De acordo com o Brasil 61, durante o pronunciamento, Pazuello afirmou que o Brasil conta com um estoque de 60 milhões de seringas e agulhas, o que, segundo o ministro, é suficiente para iniciar a vacinação dos brasileiros ainda no mês de janeiro. Ele também confirmou que o País vai receber 8 milhões de seringas e agulhas em fevereiro, garantidas pela Organização Panamericana de Saúde, além de outros 30 milhões requisitados à Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos. O ministro da Saúde Eduardo Pazuello destacou a edição de uma medida provisória, já assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, que trata sobre a execução do Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19. Segundo o texto, o Ministério da Saúde será responsável por coordenar o plano. A norma também prevê a aquisição de vacinas, insumos, bens e serviços de logística e o treinamento de pessoal, para imunizar a população.