CPI do BNDES: Relator pedirá indiciamento de Lula e Dilma


Foto: Sérgio Lima/Poder 360

Relator da CPI do BNDES, o deputado Altineu Côrtes (PL-RJ) vai apresentar logo mais o relatório final da investigação que mirou falcatruas cometidas durante os governos petistas de Lula e Dilma Rousseff. No documento com mais de 400 páginas, Côrtes listará uma série de irregularidades cometidas no banco e pedirá o indiciamento de Lula e Dilma pelos crimes de corrupção e formação de quadrilha. De acordo com a coluna Radar da Veja, o deputado também vai recomendar o indiciamento de Emílio e Marcelo Odebrecht, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, além de ex-servidores do BNDES envolvidos na roubalheira da caixa-preta do banco. Criada em março deste ano, a CPI investiga contratos firmados pelo BNDES entre 2003 e 2015, com foco nos acordos internacionais. São projetos em países como Gana, Guiné Equatorial, Venezuela, República Dominicana e Cuba. Empreiteiras brasileiras obtiveram financiamento para obras no exterior. A justificativa para o investimento seriam contrapartidas que colaborassem para o desenvolvimento econômico e social do país, mas a Lava Jato descobriu um duto milionário de propinas pagas por empresários ao PT em troca do dinheiro fácil do banco.