Eleições 2018: WhatsApp faz anúncio para evitar propagação de fake news


Foto: reprodução

Criticado por especialistas e consolidado como uma importante ferramente de propagação de fake news, com grande impacto nas eleições presidenciais do Brasil, o WhatsApp colocou no ar em algumas rádios do país uma propaganda para discutir as fake news. O anúncio pede para os usuários checarem as informações recebidas antes de, de forma automática, as repassarem para frente. O anúncio tem caráter pedagógico. O objetivo é ensinar às pessoas a identificar uma notícia falsa – e interromper uma corrente em que se espalha áudios, memes e links de conteúdos inverídicos. O anúncio informa que mensagens encaminhas por fontes desconhecidas, com falta de evidências e que incitem a violência não devem ser repassadas. Ao contrário, o usuário precisa avisar aos amigos que o mesmos estão compartilhando conteúdo de origem duvidosa ou falso. Também pede cuidado para averiguar as notícias antes de passar para grupos ou contatos. A propaganda avisa que fotos, vídeos e áudios podem ser manipulados e editados para denegrir ou enaltecer determinada pessoa. O WhatsApp tem 120 milhões de usuários ativos no Brasil e 1,5 bilhão em todo o mundo.