Copa 2018: ‘Futebol e consistência explicam favoritismo do Brasil’, diz Tite


Foto: Reprodução

Após convocar os 23 atletas que comporão o elenco da seleção brasileira na Copa do Mundo na Rússia, o técnico Tite em entrevista coletiva, disse que considera o Brasil como favorito a ganhar a Copa. O treinador assumiu a responsabilidade, mas dividiu o peso. Na visão dele, o time entre como “um dos favoritos”. “O Brasil é um dos favoritos sim. Pelo futebol que tem apresentado, pela consistência de equipe, é agressiva, faz gols, tem uma transição rápida. E a gente busca alguém para acelerar essa transição, um regulador de velocidade. Mas a gente encara a verdade dos fatos que estão aí”, disse o técnico. Cabeça de chave do Grupo E, a Seleção estreia na Copa no dia 17 de junho, contra a Suíça, em Rostov. No dia 22, pega a Costa Rica, em São Petersburgo. E encerra a primeira fase no dia 27, diante da Sérvia, em Moscou.

A lista divulgada pelo técnico Tite nesta segunda-feira (14), na sede da CBF, no Rio de Janeiro, tem a seguinte composição: Goleiros: Alisson (Roma), Ederson (Manchester City) e Cássio (Corinthians); Laterais: Danilo (Manchester City), Fagner (Corinthians), Marcelo (Real Madrid) e Filipe Luís (Atlético de Madrid); Zagueiros: Miranda (Inter de Milão), Marquinhos (PSG), Thiago Silva (PSG) e Geromel (Grêmio); Volantes: Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City), Paulinho (Barcelona) e Fred (Shakhtar Donetsk); Meias: Renato Augusto (Beijing Guoan), Philippe Coutinho (Barcelona) e Willian (Chelsea); Atacantes: Neymar (PSG), Gabriel Jesus (Manchester City), Roberto Firmino (Liverpool) Douglas Costa (Juventus) e Taison (Shakhtar Donetsk).