MIRANTE: A SECA CASTIGA E O GADO MORRE DE FOME


O gado morre por falta d’Água.

Na Região de Fazenda Nova, Município de Mirante Bahia, a  diferença dos versos acima (da composição Asa Branca de Luiz Gonzaga)  é simplesmente que o gado não está morrendo de sede, mas sim, de fome.

Mediante as ações de Governo que faz abastecimento através de carro-pipa, sistema simplificado de poço artesiano e outros,  á água não é um problema tão grave face às proporções da estiagem. O que está castigando mesmo é a falta de comida para os animais que vagueiam  pelos campos secos ou em meio à catinga cinzenta, ensolarada e  de gravetos desfolhados,  à busca de algo para enganar o estomago, e nem sempre encontra.
A seca tem prejudicado os animais e a população da zona rural do município.
A palma é o último recurso e pelo visto não vai durar por muito tempo e também já não possui tantas substâncias. Alguns criadores compram o algodão  em outras cidades, outros vendem o gado a qualquer preço, outros retiram para a zona da mata, enquanto alguns assistem aos animais morrerem de fome.
A reportagem do Blog Bom Jesus Eventos participou de uma ação para retirar uma vaca que caiu dentro da cacimba salobra, outra já havia sido retirada e permanecia caída há três dias no local e uma terceira havia morrido no começo da semana. Em menos de cinco dias três vacas caíram uma morreu, e duas não esperam destino diferente. Este foi o quadro monstruoso e constrangedor  que testemunhamos na Fazenda do Advogado e secretário de Agricultura  daquele Município, o Senhor Yuri Magalhães. (Bom Jesus Eventos)