SECA NA BAHIA: TCM E MPE VÃO FISCALIZAR A PREFEITURA DE POÇÕES


Foto: Ronaldo Cuca

O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) decidiu que vai fiscalizar as prefeituras que decretaram estado de emergência por causa da seca, e mesmo assim estão programando festas caras.

O Tribunal quer saber se alguns desses municípios, diante da situação de calamidade, vão ousar gastar dinheiro para promover os tradicionais festejos, neste ano, em que se registra a pior estiagem das últimas três décadas no estado.

Segundo informações publicadas no site do TCM-BA, os órgãos do governo do estado que disponibilizam recursos para esses municípios, serão orientados a não investir dinheiro nas ações de emergência e nem liberar recursos para as referidas festas.

A cidade de Poções está na mira do Tribunal, pois decretou situação de emergência e posteriormente contratou uma dupla sertaneja, para se apresentar na Festa do Divino  que será realizada neste més, pelo valor de R$ 140 Mil.

O órgão não vai acatar nenhuma despesa relativa às festas, isso em caso de cidades em situação de emergência. O Ministério Público também fiscalizará esses municípios.

Em várias cidades baianas, as festas tradicionais já foram canceladas em razão da seca em outras os gastos serão os mínimos possíveis, já em Poções a previsão do gastos é de mais de R$ 400 Mil, em apenas quatro dias de festa, enquanto a população da zonal rural sofre com a seca.

Veja a publicação da Prefeitura de Poções decretando situação de emergência

Veja o contrato com uma dupla sertaneja pelo valor de R$ 140 Mil, após publicar situação de emergência.